TRF5 lança o SEI Julgar! para apoiar atividades do Conselho de Administração

07/03/2018 às 19:55:00

Sessão desta quarta-feira (7) já contou com a nova funcionalidade

Foi lançado oficialmente, nesta quarta-feira (7), durante a sessão do Conselho de Administração do TRF5, dirigida pelo presidente do Tribunal, desembargador federal Manoel Erhardt, o SEI Julgar!, um módulo do Sistema Eletrônico de Informações (SEI!).  O objetivo da nova funcionalidade é facilitar os trabalhos do Conselho de Administração do TRF5, propiciando a distribuição, tramitação dos processos, além dos documentos relativos aos julgados.  
 
O TRF5 foi o primeiro órgão a adotar o módulo após a sua criação pelo TRF4, pioneiro no uso do sistema.  A gestora nacional e autora do SEI!, Patrícia Valentina Santanna Garcia, do quadro de servidores do TRF4, esteve presente à sessão e falou sobre a importância da nova funcionalidade. “O módulo SEI Julgar! vem para automatizar toda a parte de julgamento do processo administrativo em colegiado. Criamos funcionalidades com um nível de automação mais alto para tornar o trabalho menos penoso, menos manual e mais célere, confiável e transparente. E tudo acontece em tempo real”, explicou.

O trabalho foi uma parceria do TRF4 com a equipe da Subsecretaria de Tecnologia da Informação do TRF5, que implantou o sistema e realizou o treinamento com um grupo de servidores, objetivando deixá-los aptos a trabalharem com a ferramenta.
 
De acordo com o diretor-geral do TRF5, Fábio Paiva, responsável pela operacionalização inaugural do sistema, "o SEI julgar! é uma ferramenta que irá otimizar o tempo de processamento dos feitos administrativos desde seu nascedouro, com a distribuição do feito para um dos membros do Conselho de Administração, até a sua conclusão, materializada na emissão e publicação da certidão de julgamento. “Rotinas que levariam cerca de três dias para serem realizadas serão agora concluídas em questão de horas ou minutos. Ademais, o novo sistema facilita o acompanhamento pelos gabinetes e demais interessados, imprimindo maior transparência às matérias submetidas ao órgão colegiado", ressaltou Fábio Paiva.


Autor: Divisão de Comunicação Social do TRF5 - comunicacaosocial@trf5.jus.br