Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Imagem do Portal da Justiça Federal
Portal da Justiça Federal da 5ª Região TRF5 Sustentável Selo Justiça em Números

Portarias

 


Normas Descrição

Altera a Portaria nº 19, de 9 de janeiro de 2017.

Suspende provisoriamente os efeitos da Portaria nº 71/2017/DF.

Altera a Portaria nº 16/2017-DF, a qual dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do Sistema de Processo Judicial Eletrônico – PJe – para propositura e tramitação das ações e demais procedimentos com classe penal.

Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do PJe em feitos de matéria penal na SJSE e nas Subseções de Itabaiana, Lagarto e Propriá.

Dispõe sobre a apresentação e tramitação de Reclamações Pré-Processuais no "Ambiente do Centro de Conciliação", no PJe.

Dispõe sobre a ampliação da obrigatoriedade de utilização do PJe para propositura e tramitação das ações e demais procedimentos com classe penal.

Altera a Portaria nº 19, de 09 de janeiro de 2017.

Retifica os termos da Portaria nº 019/2017.

Torna obrigatório o uso do PJe para a propositura das ações e demais procedimentos com classe penal, bem como a tramitação dos inquéritos policiais que venham a ser instaurados a partir da data de vigência desta Portaria.

Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do PJe no ambiente de custódia, na Seção e Subseções Judiciárias da Paraíba e dá outras providências.

Torna obrigatória a utilização do PJe para ajuizamento e tramitação das classes de natureza penal e seus incidentes, no âmbito da 7ª Vara Federal de Sergipe, a título de Projeto-Piloto.

Estabelece a utilização obrigatória do PJe para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais com as classes de natureza penal.

Determina a utilização obrigatória do PJe para o processamento e a tramitação das demandas judiciais dos feitos relativos à classe Execução Fiscal.

Dispõe sobre a criação das Centrais Integradas de Mandado para o cumprimento de diligências entre as Seções/Subseções Judiciárias do Rio Grande do Norte.

Institui a utilização facultativa do PJe para ajuizamento e tramitação dos feitos com classes de natureza penal.

Dispõe sobre a ampliação da obrigatoriedade de utilização do PJe para propositura e tramitação das ações judiciais e dá outras providências.

Dispõe sobre a supressão de um dos incisos do Parágrafo Único, artigo 1º, da Portaria nº 141/2016 - DF.

Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do PJe em feitos de matéria penal (Revoga a Portaria nº 135/2016).

Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do PJe em feitos de matéria penal.

Determina a utilização obrigatória do PJe para o processamento e a tramitação das demandas judiciais da classe Execução Penal.

Altera as portarias nº 085/2016 e 110/2016-DF, que tratam da obrigatoriedade de tramitação das demandas com matéria penal no sistema eletrônico PJe.

Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais da classe Execução Fiscal.

Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais da classe Execução Fiscal.

Dispõe sobre a tramitação de Cartas Precatórias no PJe.

Amplia a abrangência do sistema Processo Judicial Eletrônico - PJe e dá outras providências.

 

 Estabelece a obrigatoriedade da utilização do PJe para a tramitação de cartas de ordem, rogatórias e precatórias derivadas de processos penais, cíveis e fiscais, seus incidentes e ações conexas.

Dispõe sobre a obrigatoriedade da utilização do sistema de Processo Judicial Eletrônico - PJe nos casos que especifica.

Dispõe sobre a utilização do PJe para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais da classe Execução Fiscal e seus Embargos e dá outras providências.
Dispõe sobre a possibilidade de utilização do PJe para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais da classe Execução Penal, seus incidentes processuais e ações conexas, e dá outras providências.
Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para o processamento e a tramitação do cumprimento de sentença.
Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para o processamento e a tramitação das demandas judiciais da classe Execução Penal.
Dispõe sobre a possibilidade de utilização do sistema de Processo Judicial Eletrônico - PJe, para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais da classe Execução Fsical e seus Embargos e dá outras providências.
Dispõe sobre a utilização do PJe para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais da classe Execução Fiscal.
Dispõe sobre a obrigatoriedade do PJe em demandas judiciais das classes Execução Penal e Execução Fiscal.
Amplia a abrangência do Sistema Processo Judicial Eletrônico – PJe e dá outras providências.
Estabelece a utilização facultativa do PJe para ajuizamento e tramitação das ações judiciais da Classe Execução Fiscal.
Dispõe sobre a possibilidade de utilização do Sistema de Processo Judicial Eletrônico - PJe, na Capital, para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais da classe Execução Fiscal e seus Embargos e dá outras providências.
Dispõe sobre as cartas precatórias, de ordem e rogatórias no PJe.
Estabelece que as ações conexas e os incidentes processuais deverão ser propostos exclusivamente pelo PJe.
Dispõe sobre a tramitação das classes execução de sentença contra a fazenda pública, embargos à execução, embargos de terceiro e qualquer outra ação de natureza conexa, inclusive relativas às execuções fiscais, como embargos à execução fiscal e embargos à arrematação.
Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do sistema de Processo Judicial Eletrônico – PJe no âmbito das Varas da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte e dá outras providências.
Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do sistema de Processo Judicial Eletrônico – PJe no âmbito das Varas da Seção Judiciária de Pernambuco e dá outras providências.
Estabelece o termo inicial de vigência da Portaria nº 1603, de 23.12.2013.
Amplia a obrigatoriedade da utilização do Sistema de Processo Judicial Eletrônico – PJe no âmbito da Seção Judiciária do Ceará e dá outras providências.
Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do Sistema de Processo Judicial Eletrônico - PJe na Seção e Subseções Judiciárias do Rio Grande do Norte e dá outras providências.
Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do sistema de Processo Judicial Eletrônico – PJe na Seção e nas Subseções Judiciárias de Sergipe e dá outras providências.
Estabelece a utilização obrigatória do PJe para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais de todas as classes cíveis restantes, bem como de todos os incidentes processuais e ações conexas.
Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do Sistema de Processo Judicial Eletrônico – PJe no âmbito das 34ª e 35ª Varas – Subseção do Cabo de Santo Agostinho.
Altera subitem da Portaria nº 084/GDF, de 18 de julho de 2013.
Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do sistema de Processo Judicial Eletrônico – PJe no âmbito das Varas das Subseções desta Seção Judiciária de Pernambuco localizadas no interior do Estado.
Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do Sistema de Processo Judicial Eletrônico - PJe na Seção e nas Subseções Judiciárias de Sergipe e dá outras providências.
Estabelece a utilização obrigatória do PJe para ajuizamento e tramitação das demandas judiciais das classes de Alvará Judicial, Usucapião, Usucapião Especial, Interditos Proibitórios e Desapropriação de Imóvel Rural por Interesse Social, bem como de todos os incidentes processuais e ações conexas.
Amplia a obrigatoriedade do PJe na Sede da Seção Judiciária e nas Subseções.
Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para ajuizamento e tramitação de Embargos à Execução Fiscal e Embargos de Terceiro no âmbito da SJRN e das Subseções.
  Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do Sistema de Processo Judicial Eletrônico - PJe no âmbito das Varas das Subseções desta Seção Judiciária de Pernambuco.
Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para as demandas judiciais das classes de Ação Monitória, Execução de Título Extrajudicial e Ação de Notificação, bem como todos os incidentes processuais e ações conexas na SJRN.
Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para as demandas judiciais das classes de Ação Monitória, Execução de Título Extrajudicial e Ação de Notificação, bem como todos os incidentes processuais e ações conexas na SJAL.
Dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização do Sistema de Processo Judicial Eletrônico – PJe no âmbito das Varas sediadas na capital do Estado de Pernambuco.
Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para as demandas judiciais cíveis nas Subseções da Justiça Federal em Alagoas.
Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para Mandado de Segurança, bem como todos os incidentes processuais e ações conexas na SJRN.
Dispõe sobre a utilização obrigatória do PJe para Mandado de Segurança, bem como todos os incidentes processuais e ações conexas na SJAL.
Disciplina a utilização do Sistema PJe referente à anexação e digitalização de documentos e dá outras providências.
Dispõe sobre o uso do Sistema de Processo Judicial Eletrônico (PJe) nas Unidades Jurisdicionais da Justiça Federal do Rio Grande do Norte localizadas no interior do Estado.

 

Canais de Atendimento para Suporte PJe:

  • Utilize o portal https://atendimentopje.trf5.jus.br (Manual de utilização da ferramenta clique aqui) para encaminhar sugestões, dúvidas, comentários etc.
  • Contato Primeiro Grau : (081) 3425.9241
  • Contato Segundo Grau : (081) 3425.9920

 

Informações atualizadas pela Secretaria Judiciária.
Dúvidas ou sugestões, fone (81) 3425-9502.

Top